Pessoas desistem de adotar cães ao descobrir que eram vira-latas

02/11/17 - 16h42

Pessoas desistem de adotar cães ao descobrir que eram vira-latas Luisa Mell: havia 30 cães disponíveis para a adoção, mas apenas nove foram adotados. Foto: Instagram/Arquivo Pessoal/Reprodução

Os interessados acreditavam que os animais disponíveis para a adoção eram os 135 cães de raça resgatados pelo Instituto Luisa Mell em um canil em Osasco.

O Instituto Luisa Mell promoveu no dia 4 de outubro uma feira de adoção na zona sul de São Paulo, uma semana depois de resgatar 135 cães de um canil de Osasco e causar comoção nas redes sociais.

A ativista contou ao E+ (seção de entretenimento do portal do jornal O Estado de S.Paulo) que a feira começava às 10 horas, mas que desde às 8 horas já havia uma grande fila em frente ao local da feira.

Entretanto, quando os interessados foram informados que os cães disponíveis para adoção não eram de raça, a maioria das pessoas foi embora.

Muitas pessoas esperavam adotar os cães de raça resgatados do canil, porém estes ainda estão em tratamento. “Bem triste mesmo”, declarou Luisa Mell.

Havia 30 cães disponíveis para a adoção, mas apenas nove foram adotados.

Neste sábado, 6, o instituto vai promover outra feira de adoção, dessa vez na zona leste da cidade, no Jardim Anália Franco, das 10 horas às 18 horas.

Para mais informações, basta acompanhar o perfil da ONG no Instagram no seguinte endereço de internet: https://www.instagram.com/institutoluisamell/.

Fonte: Exame