Entenda porque cães fogem de casa

09/05/18 - 16h30

Entenda porque cães fogem de casa Foto: Divulgação

Muitas pessoas acreditam que cães fogem de casa apenas se não forem bem cuidados. E não é assim que funciona.

Os cães muitas vezes fogem por vários outros motivos. Nós vamos explicar nesse artigo os motivos mais comuns e falar sobre como evitar essa situação que deixa os tutores aflitos só de imaginar.

Tédio

Entediado com a casa parada, sem muitos brinquedos ou sem sair muito. Os cães fogem bastante por esse motivo. Eles veem algo passar na rua e aproveitam qualquer chance para acabar com o tédio.

Cuidados com a castração

Os cães podem só esperar a menor chance para sair correndo por um portão que foi esquecido aberto ou até pular um muro. Simplesmente por que não passeiam diariamente ou não tem com o que passar o tempo em casa.

Cio

Quando se fala em cio e fuga logo se imagina que são machos indo atrás de uma fêmea no cio que está pelas redondezas. Isso de fato acontece e é uma das causas mais comuns para fugas de cães.

Mas não são só os machos, fêmeas no cio também fogem. Isso por que elas sentem a necessidade de procriar nessa época e podem fugir para procurar um bom par. Vale lembrar que nesse caso machos e fêmeas se esforçam mais para fugir. Pulando muros altos e até passando por brechas pequenas, podendo se machucar.

Curiosidade

Um carrinho de picolé fazendo barulho na rua, crianças, um pipa que caiu lá fora, às vezes uma pessoa conhecida ou outros animais como gatos. Tudo isso pode chamar a atenção dos cães e mexer com a curiosidade deles.

Cães fogem por curiosidade e aproveitam a primeira oportunidade ou se esforçam um pouco mais para sair e ir lá fora. Dar uma olhadinha naquilo que chamou a curiosidade deles.

Susto

Trovões, fogos de artifício, um barulho em casa. Os cães são muito sensíveis e tem uma audição que faz barulhos muito altos serem horrivelmente assustadores para eles. Por isso os cães podem sim fugir por se assustarem com algo.

É mais comum que eles se escondam em algum lugar da casa, ou corram para o colo do tutor. Mas pode acontecer de fugirem sim. Principalmente se não veem alguém da família ou em quem confiem por perto.

Maus tratos

Esse não é a única causa, mas é uma delas. Cães fogem por estar sofrendo maus tratados. Acorrentados, passarem muito tempo sozinhos em um local pequeno. Não estarem recebendo água e alimentação direito.

Quem gostaria de ficar em um local onde fica preso, sozinho ou passa fome. E também há casos de violência física. Esses cães podem fugir, ou até mesmo morder alguém na tentativa de se defender. Não era de se esperar menos.

Como evitar

Castrar o cãozinho ajuda a evitar problemas com cio, seja macho ou fêmea, além de que muitos cães ficam mais tranquilos. Alimentar em o cão, passear diariamente, promover ocupações para o cão em casa.

Dê a ele brinquedos interativos, brinque com ele. Faça com que ele tenha um espaço confortável, seguro e que tenha coisas para que ele fique entretido. Essas são as melhores maneiras de evitar que seu cão fuja.

Se acontecer do seu cãozinho fugir, não fique chateado, isso não significa que você seja um mau tutor. Como foi dito, eles podem fugir por curiosidade por algo ou por tomar um susto. Tente fazer o melhor que puder e não se culpe se algo acontecer.

Alguns cães conseguem voltar pra casa, outros não. O cão pode ficar desorientado, são muitos cheiros e coisas acontecendo na rua. Cães idosos e com alguma doença podem não conseguir voltar. Se o cão for muito longe atrás de algo como uma cadela no cio ele pode não encontrar o caminho de volta.

Fonte: R7